UE: cinco milhões de pessoas precisam de ajuda urgente no Sudão

Cartum, 15 Jun 2016 (AFP) - Ao menos cinco milhões de pessoas necessitam de ajuda urgente no Sudão diante do deslocamento da população e do crescente número de refugiados procedentes do Sudão do Sul, advertiu nesta quarta-feira um responsável da Comissão Europeia.

O aviso de Jean-Louis De Brouwer, diretor de Assuntos Humanitários e Defesa Civil da Comissão Europeia, ocorre após o órgão destinar 12,5 milhões de euros ao Programa Alimentar Mundial (PAM) visando apoiar as operações humanitárias no Sudão.

"A situação humanitária em diversas partes do Sudão é crítica após os novos deslocamentos na região de Darfur e a crescente chegada de refugiados do Sudão do Sul", declarou De Brouwer em um comunicado publicado pelo PAM.

"Mais de cinco milhões de pessoas necessitam de ajuda urgente", advertiu o funcionário.

Em abril, o PAM anunciou um déficit de 181 milhões de dólares (160,8 milhões de euros) em seus programas de ajuda, especialmente envolvendo refugiados do Sudão do Sul.

Ao menos 70 mil sul-sudaneses fugiram para o vizinho Sudão desde janeiro passado, para escapar da fome e da guerra, informou na semana passada o Bureau da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha).

O Sudão do Sul, que obteve sua independência do Sudão em 2011, mergulhou em uma guerra civil que já matou dezenas de milhares de civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos