Cai terceiro ministro de Temer vinculado a corrupção na Petrobras (oficial)

Brasília, 16 Jun 2016 (AFP) - O presidente interino, Michel Temer, perdeu nesta quinta-feira seu terceiro ministro, Henrique Eduardo Alves, que ocupava a pasta do Turismo, após ter sido mencionado por Sérgio Machado, delator do megaescândalo de corrupção na Petrobras.

Alves apresentou sua renúncia, confirmaram à AFP fontes da Presidência, sem especificar o motivo. Ele foi acusado por Machado, ex-presidente da Transpetro, subsidiária da Petrobras, de receber mais de 1,5 milhão de reais (US$ 442.850) em propinas provenientes do esquema montado na empresa.

Temer acaba de completar seu primeiro mês à frente do governo, após a suspensão temporária de Dilma Rousseff, que enfrenta um julgamento de impeachment no Congresso por suposta maquiagem nas contas públicas. Alves é o terceiro ministro a renunciar, afetado pelo maior escândalo de corrupção da história do Brasil.

Nos primeiros vinte dias de mandato, Temer já tinha visto cair seu ministro de Planejamento, Romero Jucá, gravado em segredo por Machado, afirmando que era necessário o governo Dilma cair para "frear a sangria", provocada pela operação Lava Jato, que investiga o esquema de corrupção montado na Petrobras.

O ministro da Transparência, Fabiano Silveira, também deixou o cargo depois de virem a público gravações em que ele criticava a Lava Jato.

As declarações de Machado à Justiça, que oferece detalhes sobre o esquema em troca de uma redução de sua condenação, vieram à tona na quarta-feira.

No documento de 246 páginas, ao qual a AFP teve acesso, são mencionados cerca de vinte políticos, inclusive o presidente em exercício Michel Temer.

Machado assegura que o presidente interino lhe pediu recursos ilícitos da ordem de 1,5 milhão de reais para financiar a campanha de um aliado à prefeitura de São Paulo em 2012, o que Temer nega categoricamente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos