FMI: Brexit provocará "volatilidade" nos mercados e crescimento "mais lento"

Washington, 16 Jun 2016 (AFP) - O Fundo Monetário Internacional advertiu na quinta-feira que se o Reino Unido aprovar sua saída da União Europeia no referendo que será realizado na semana que vem, os mercados serão afetados, dificultando o crescimento econômico.

"Uma votação a favor da saída da UE poderá precipitar um período de alta incerteza, volatilidade nos mercados e um crescimento mais lento, enquanto que o Reino Unido negocie sua nova relação com a UE", disse Gerry Rice, porta-voz do FMI, em uma coletiva de imprensa.

Rice insistiu aos jornalistas que não está sendo alarmista.

"Eu diria que se trata do FMI fazendo seu trabalho (...) de maneira objetiva, de maneira imparcial", expressou.

O Fundo advertiu em reiteradas ocasiões sobre o potencial efeito negativo de uma sada de Gran Bretaña de la UE.

Em maio, Christine Lagarde, diretora-gerente do organismo internacional, disse que sair da União Europeia seria uma decisão "bastante ruim, muito ruim" para a economía britânica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos