Partidários da UE suspendem campanha após ataque à deputada britânica

Londres, 16 Jun 2016 (AFP) - A campanha para manter o Reino Unido na União Europeia suspendeu suas atividades nesta quinta-feira, depois que uma deputada britânica foi esfaqueada e baleada no norte da Inglaterra.

"Suspendemos todos os atos de campanha durante o dia. Nossos pensamentos estão com Jo Cox e sua família", afirmou a campanha "Vote In" em seu Twitter.

A deputada britânica Jo Cox, de 41 anos, foi atacada em Birstall, no norte da Inglaterra.

A deputada trabalhista pró-europeia do círculo eleitoral de Batley e Spen (West Yorkshire) foi atingida antes de cair, segundo uma testemunha citada pela agência Press Association.

Cox é partidária da permanência do país na União Europeia e, segundo vários meios de comunicação, seu agressor gritou "Reino Unido primeiro!", um lema da ultradireita britânica.

Eleita em 2015, a mãe de dois filhos também teria sido esfaqueada, segundo vários meios de comunicação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos