Suspeito do homicídio da deputada britânica é acusado formalmente

Londres, 18 Jun 2016 (AFP) - Thomas Mair, único suspeito do assassinato da deputada britânica Jo Cox, foi formalmente acusado de homicídio - anunciou a Polícia britânica neste sábado (horário local).

"Acusamos formalmente um homem de homicídio", declarou em um comunicado o chefe de Polícia de Yorkshire (norte da Inglaterra), Nick Wallen, acrescentando que "Thomas Mair, de 52 anos, de Birstall, comparecerá hoje [sábado] perante um tribunal".

Wallen, responsável pela investigação, disse que Thomas Mair foi processado por uma série de acusações criminais, incluindo assassinato, assalto com agravante e posse de arma.

Jo Cox, de 41 anos e mãe de dois filhos, foi assassinada na quinta-feira (16) quando ia para uma reunião com seus eleitores em Birstall, na sua circunscrição do norte da Inglaterra, a uma semana do referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia.

Segundo testemunhas, Thomas Mair disparou três vezes contra Cox, e depois a esfaqueou várias vezes enquanto a vítima já estava caída no chão. O suspeito foi detido pouco depois do assassinato.

A polícia investiga supostos vínculos de Mair com a extrema-direita.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos