Dois cúmplice do extremista que matou policial francês serão indiciados

Paris, 18 Jun 2016 (AFP) - Dois cúmplice de Larossi Abballa, o extremista francês que matou um policial e sua companheira na segunda-feira passada serão indiciados pela policia, informou o Ministério Público de Paris.

Os dois homens, Charaf-Din Aberuz e Saad Rajraji, 27 e 29 anos respectivamente, deverão ter sua prisão preventiva decretada por formação de quadrilha para realizar atos de terrorismo.

Aberuz e Rajrariji já foram condenado em 2013 junto a Larossi Abballa por pertencer a uma rede de recrutamento jihadista para o Paquistão.

Larossi Abballa assassinou a facadas um policial francês, Jean-Baptiste Salvaing, e sua companheira, funcionária policial, Jessica Schneider, em sua residência antes de ser abatido pela polícia.

Abballa reinvidicou o assassinato em nome do grupo Estado Islâmico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos