Parlamento croata aprova dissolução e abre caminho para eleições antecipadas

Zagreb, 20 Jun 2016 (AFP) - O Parlamento da Croácia aprovou nesta segunda-feira sua dissolução, após a queda do governo de direita apenas cinco meses depois de sua chegada ao poder, o que abre caminho para eleições antecipadas que devem acontecer até meados de setembro.

"Por maioria dos votos, o Parlamento decidiu por sua dissolução, que será efetiva em 15 de julho", afirmou o presidente da Câmara, Zeljko Reiner.

No total, 137 deputados votaram a favor da dissolução, dois contra e uma abstenção.

As eleições devem acontecer entre um e dois meses depois de 15 de julho, menos de um ano depois do pleito anterior, que não resultou em uma clara maioria de nenhum grupo.

O partido nacionalista HDZ venceu por pouco os social-democratas, que estavam no poder há quatro anos, e conseguiu estabelecer uma coalizão com a formação de centro-direita Most.

O empresário croata-canadense Tihomir Oreskovic, com pouca experiência política, foi nomeado primeiro-ministro.

Em menos de cinco meses no poder, a coalizão e o HDZ perderam toda a credibilidade, um declínio simbolizado por uma grande manifestação em Zagreb em 1º de junho.

O curto período de tempo do governo foi marcado por escândalos sobre a forte guinada à direita do país, membro da UE.

ljv-ng/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos