Partido do premier italiano reconhece derrota dolorosa nas municipais

Roma, 20 Jun 2016 (AFP) - A vitória em Roma e em Turim do Movimento Cinco Estrelas (M5S), resultado da rejeição pela classe política tradicional, é um revés para o chefe do Governo italiano, Matteo Renzi, que chegou ao poder com a mesma promessa de mudança radical.

"É uma derrota para nós. Ter perdido Roma e Turim queima, é doloroso", declarou Matteo Orfini, presidente Partido Democrata (PD), do primeiro-ministro italiano Matteo Renzi, em uma entrevista ao jornal La Stampa.

O primeiro-ministro, no entanto, apareceu sorridente nesta segunda à tarde ao receber o chef Massimo Bottura, cujo restaurante "Osteria Francescana", em Módena, foi eleito na semana passada o melhor do mundo.

Mais que uma derrota para o governo, os resultados "expressam a sede de mudança nos territórios em questão", insistiu.

O partido de Renzi publicou durante a noite um comunicado em que reconhece que o resultado do segundo turno "marca uma clara derrota sem circunstâncias atenuantes em Roma e Turim para os candidatos do PD". O chefe de governo manteve o silêncio por enquanto.

Em Roma, Virgina Raggi, candidata do M5S, foi eleita de maneira triunfal como prefeita, a primeira mulher a governar a capital da Itália.

O resultado foi humilhante para o PD, pois Raggi obteve mais que o dobro de votos do candidato de Renzi, Roberto Giachetti. A prefeita eleita recebeu 67,15% dos votos, contra 32,85% de Giachetti.

A vitória era esperada, mas a diferença de 35 pontos surpreendeu.

Em Turim, a candidata do M5S, Chiara Appendino, também superou todas as previsões e derrotou Piero Fassino, ex-líder do PD e ministro de Justiça, com 54,56% dos votos.

"O conteúdo e programa não contam mais: ganha quem é novo, pelo simples fato de não pertencer ao velho establishment político", analisa o cientista político Giovanni Orsina no La Repubblica.

Em uma configuração clássica esquerda-direita, em Milão, a capital econômica do país, representou o melhor resultado para o PD. Seu candidato, Giuseppe Sala, venceu a eleição municipal com 51,7% los votos, superando o rival de centro-direita Stefano Parisi.

Mau agouroA derrota do PD em Roma e Turim não deixa de ser um mau agouro faltando três meses para o referendo constitucional no qual Renzi escolheu apostar o seu futuro na política.

Ao prometer renunciar ao cargo caso fracasse no início de outubro, ele reuniu todos os seus inimigos em um "todos contra Renzi", contrários ao seu estilo arrogante e autoritário de governar, dando às eleições municipais uma importância a nível nacional.

"O resultado é muito ruim para o 'renzismo' e para o projeto de renovar a Itália, graças ao carisma de seu líder", apontou um editorial do La Repubblica.

As promessas de Renzi de acabar com os privilégios da velha classe política corrupta, que lhe renderam sucesso quando chegou ao poder em fevereiro de 2014, não foram suficientes para grande parte do eleitorado que o puniu indiretamente.

Outro castigado nestas eleições foi Silvio Berlusconi, que continua hospitalizado após ser submetido a uma cirurgia cardíaca, que perdeu a prefeitura de Milão, o que poderia decretar o fim de sua vida política.

Para o presidente do PD, Matteo Orfini, os resultados mostram que o M5S se aliou ao partidos de direita contra o PD. Alguns líderes da direita e da extrema-direita italiana não hesitaram em declarar publicamente sua preferência pelos candidatos do M5S no segundo turno, um apoio que o movimento do ativista e Beppe Grillo não rejeitou abertamente.

"É evidente que nas cidades onde perdemos para o M5S, eles conseguiram catalisar os votos de todas as forças que nós enfrentamos, adicionando a seus votos os da direita e da extrema-direita", disse Orfini.

"No entanto, nas cidades onde ficamos em empate contra a direita conseguimos vencer e inclusive arrebatar redutos históricos da direita", completou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos