Guatemala declara estado de calamidade em povoado por fortes chuvas

Cidade da Guatemala, 21 Jun 2016 (AFP) - O governo da Guatemala declarou nesta terça-feira estado de calamidade no município de Jerez, no sudeste do país, devido aos danos causados pelas fortes chuvas que nos últimos dias atingiram o povoado, próximo à fronteira com El Salvador, informou o presidente guatemalteco, Jimmy Morales.

"Devido a um desmoronamento e às corredeiras do rio Chingo, que literalmente atravessaram o centro do povoado, decidimos declarar um estado de calamidade em Jerez", 100 km ao sudeste da Cidade da Guatemala, disse Morales em coletiva de imprensa.

A decisão, que permite agilizar o envio de recursos para atender à emergência, ainda deve ser ratificada pelo Congresso, acrescentou o presidente.

As últimas chuvas em Jerez afetaram quase uma centena de pessoas, das quais cerca de 20 procuraram refúgio em povoados próximos, e provocaram danos consideráveis em 15 residências, disse a jornalistas David de León, porta-voz da Coordenação Nacional para a Redução de Desastres (Conred).

A época de chuvas na Guatemala começa em maio e termina em novembro, e costuma provocar mortes.

A temporada atual deixou, até agora, duas pessoas mortas e cinco feridas, e já afetou 2.163 pessoas, segundo a Conred.

Em 2015, as chuvas provocaram a morte de 290 pessoas, em sua maioria devido a um deslizamento de terra que soterrou parte de uma comunidade ao leste da capital, além de deixarem 73 desaparecidos, 54 feridos e 764.000 afetados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos