Juncker: Brexit seria 'automutilação' para os britânicos

Atenas, 21 Jun 2016 (AFP) - O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou nesta terça-feira que os britânicos se infligiriam uma "automutilação", se na quinta-feira votarem a favor da saída União Europeia (UE).

"Dar as costas aos vizinhos e isolar-se seria contrário a tudo o que a Europa e o Reino Unido representam. Sair [da UE] seria um ato de automutilação", declarou o chefe do Executivo comunitário em um discurso em Atenas diante de representantes da patronal grega.

"Frequentemente, damos por concluído tudo o que construímos, a paz (...), a liberdade (...), a prosperidade (...) e um modo de vida que todo mundo inveja", disse Juncker, para quem a construção europeia não teria sido possível "sem o povo britânico".

"Abandonar a União Europeia colocaria tudo isso em risco. Isso estragaria o que conseguimos até agora e reduziria o que podemos conseguir amanhã", acrescentou.

Para o presidente da Comissão Europeia, "a Europa é mais forte unida". "Somos mais fortes quando unimos nossas forças, estamos mais seguros quando velamos uns pelos outros, e somos mais prósperos quando comercializamos juntos".

cb/hse/js-tjc/cc

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos