Conselho de Segurança condena Coreia do Norte por teste de míssil

Nova York, 23 Jun 2016 (AFP) - O Conselho de Segurança da ONU "condenou firmemente", nesta quinta-feira (23), os últimos lançamentos de mísseis balísticos realizados pela Coreia do Norte, os quais violam as resoluções do organismo.

Em uma declaração unânime, os 15 membros pedem a todos os Estados da ONU que "redobrem esforços para aplicar plenamente" as duras sanções impostas a Pyongyang - em especial aquelas decretadas em março passado.

Em sua resolução 2270, o Conselho havia decidido impor à Coreia do Norte as sanções econômicas e comerciais mais duras já tomadas contra esse país.

De acordo com a declaração, o programa balístico norte-coreano "contribui para o aperfeiçoamento de vetores de armas nucleares e para aumentar a tensão".

Na quarta-feira (22), Pyongyang disparou dois mísseis de médio alcance, dos quais um percorreu pelo menos 400 quilômetros, conforme anúncio feito pelo Ministério sul-coreano da Defesa.

Os mísseis disparados seriam do tipo Mussudan, com alcance entre 2.500 e 4.000 quilômetros, capazes de atingir as bases americanas da ilha de Guam, no Pacífico, além da vizinha coreana e do Japão.

Após o teste de ontem, o secretário americano da Defesa, Ahston Carter, declarou que os Estados Unidos devem continuar reforçando seu dispositivo de defesa contra os mísseis para proteger seus interesses e os de seus aliados na Ásia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos