Erdogan estuda referendo sobre processo de adesão da Turquia à UE

Istambul, 23 Jun 2016 (AFP) - O presidente turco Recep Tayyip Erdogan mencionou em um discurso a possibilidade de organizar um referendo no país sobre o prosseguimento do processo de adesão da Turquia à União Europeia (UE).

"Podemos levantar e consultar o povo, assim como fazem os britânicos", disse Erdogan, segundo a agência de notícias Anadolu, em um discurso pronunciado na quarta-feira ao fim do jejum do Ramadã.

"Perguntaríamos: 'Devemos seguir com as negociações com a União Europeia ou encerrá-las?'", completou Erdogan, que acusa a UE de não querer a Turquia por ser "um país de maioria muçulmana".

"Por quê demoram tano?", questionou, em referência Às longas negociações. A. Turquia formalizou sua candidatura em 1987 e negocia a adesão desde 2005.

Vários líderes europeus, incluindo o primeiro-ministro britânico David Cameron e a chanceler alemã Angela Merkel, afirmam que a entrada da Turquia no bloco "não está na agenda".

E quando assumiu o cargo, o atual presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, descartou qualquer ampliação do bloco antes de 2020.

A questão da entrada da Turquia na UE foi muito presente na campanha do referendo sobre a permanência do Reino Unido no bloco.

Os partidários do Brexit afirmam que a adesão da Turquia levaria milhares de turcos ao país. Cameron declarou que tal perspectiva está muito distante.

sjw-pt/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos