Mural dedicado ao menino sírio Aylan é atacado por vândalos em Frankfurt

Frankfurt am Main, 23 Jun 2016 (AFP) - Vândalos destruíram um mural em homenagem a Aylan Kurdi, o menino sírio refugiado encontrado morto em setembro em uma praia da Turquia e cuja fotografia provocou uma forte comoção em todo o planeta, na cidade alemã de Frankfurt.

O grafite gigantesco, criado por Oguz Sen e Justus Becker diante da sede do Banco Central Europeu (BCE) como uma crítica à política migratória no Velho Continente, foi manchado com pintura de cor prata e diversas frases ofensivas, segundo uma fonte da polícia de Frankfurt.

"As fronteiras salvam vidas" e outras mensagens mais vulgares foram pintadas sobre a imagem do menino de três anos que morreu afogado em uma tentativa de chegar ao continente europeu com a família.

A polícia não identificou os autores do vandalismo e prossegue com a investigação.

Um grupo de cidadãos organizou uma campanha no Facebook para arrecadar uma quantia que permita aos dois artistas restaurar a pintura o mais rápido possível.

esp-dlc/fp

Facebook

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos