Suprema Corte americana confirma ação afirmativa nas universidades

Washington, 23 Jun 2016 (AFP) - A Suprema Corte dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira sua decisão favorável à ação afirmativa para a entrada na universidade.

A ação afirmativa é um mecanismo que garante a diversidade étnica, segundo alguns, mas criticado por outros como negativo para a igualdade de oportunidades.

O alto tribunal adotou esta esperada decisão sobre um tema muito sensível no país, por maioria de quatro juízes contra três.

Entre as qualidades que distinguem uma universidade, a "diversidade do corpo estundantil está entre as características básicas de sua identidade e sua missão educativa", afirmou o juiz Anthony Kennedy, ao ler a resolução.

Nesta posição, se alinharam três magistrados progressistas, Ruth Bader Ginsburg, Stephen Breyer e Sonia Sotomayor, enquanto que os juízes conservadores John Roberts, Clarence Thomas e Samuel Alito ficaram em minoria.

A oitava juíza da Suprema Corta, Elena Kagan, se isentou de participar na decisão por já ter se ocupado do tema em suas funções anteriores.

A Suprema Corte analisou a apelação de Abigail Fisher, uma estudante que afirma ter sido rejeitada na Universidade do Texas porque é branca.

Nessa instituição, o número de afro-americano quase duplicou de 2004 a 2007 graças à ação afirmativa.

Segundo o professor Robin Lenhardt, da Faculdade de Direito Fordham, a decisão da Suprema Corte "indica claramente a todas as universidades que devem dar a seus estudantes os benefícios pedagógicos de uma ampla diversidade".

"Graças à Suprema Corte, por seu apoio à igualdade de oportunidades e por oferecer a possibilidade a cada criança americana de ter um futuro radiante", afirmou a NAACP, a mais importante organização nacional de defesa dos direitos dos negros.

A decisão foi originalmente adotada em 1978 e reafirmada em 2003.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos