Justiça francesa condena a 20 anos de prisão mãe que afogou o bebê

Saint-Omer, França, 24 Jun 2016 (AFP) - A justiça francesa condenou nesta sexta-feira a 20 anos de prisão Fabienne Kabou, a mãe que assinou seu bebê ao abandoná-lo em uma praia do norte da França, em 2013.

O promotor havia pedido 18 anos para Fabienne Kabou, considerando que a acusada "planejou friamente o crime". Ela enfrentava uma condenação à prisão perpétua.

O tribunal também ordenou um acompanhamento psicológico da acusada.

Três psiquiatras concluíram que Fabienne Kabou apresentava uma "patologia psiquiátrica de tipo paranoica delirante", mas outros especialistas falaram de um simples "trastorno psíquico".

Segundo confessou, Fabienne Kabou, de 39 anos, viajou com sua filha de 15 meses, Adélaïde, até uma cidade balneária do norte da França com a intenção de afogar a menina.

O corpo da criança foi encontrado por pescadores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos