Polônia denuncia episódios de racismo no Reino Unido após Brexit

Londres, 27 Jun 2016 (AFP) - A embaixada da Polônia condenou nesta segunda-feira os episódios de racismo contra seus cidadãos no Reino Unido depois da vitória do Brexit (saída britânica) no referendo sobre a União Europeia (UE).

"Estamos chocados e profundamente preocupados com os recentes episódios de insultos xenofóbicos contra a comunidade polonesa e outros residentes no Reino Unido de origem imigrante", afirma a embaixada em um comunicado.

"A embaixada polonesa está em contato com as instituições relevantes e a polícia local já investiga os dois casos mais comentados, em Hammersmith, Londres, e em Huntingdon, em Cambridgeshire", completa a nota oficial.

A porta do Centro Cultural Polonês de Londres, fundado em 1964 no bairro de Hammersmith, foi alvo de pichações ofensivas.

Parte dos eleitores pró-Brexit afirmam que há muitos imigrantes no país. A comunidade polonesa no Reino Unido é a mais numerosa dos países da UE, com 654.000 membros, de acordo com o censo de 2011.

"Esta manhã nos surpreendeu e entristeceu muito encontrar um grafite realmente desagradável na fachada de nosso edifício", afirmou no domingo a presidente do centro cultural, Joanna Mludzinska.

O outro incidente investigado pela polícia, segundo a embaixada, diz respeito aos folhetos espalhados por Huntingdon, sul da Inglaterra, uma área com muitos imigrantes poloneses, com pedidos para que retornem a seu país após o referendo e que chamam os migrantes de "praga".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos