Premiê britânico condena episódios de racismo pós-Brexit e referendo escocês

Londres, 27 Jun 2016 (AFP) - O primeiro-ministro britânico David Cameron condenou nesta segunda-feira, através de sua porta-voz, os insultos e outros atos xenófobos contra migrantes após a vitória dos partidários da saída do Reino Unido da União Europeia.

"Temos de ser absolutamente claros que este governo não tolerará a intolerância", afirmou a porta-voz, que condenou "os incidentes que vimos em todo o país durante o fim de semana, nos quais os migrantes foram intimidados e mandados de volta para casa".

Além disso, a porta-voz informou que Cameron insiste que a última coisa de que a Escócia precisa é de outro referendo de independência, depois da decisão dos britânicos de abandonar a União Europeia.

"A última coisa que necessitamos neste momento é de outro referendo que divida a população", afirmou, em alusão às ameaças da chefe de Governo escocesa, Nicola Sturgeon, de convocar outra consulta popular para contra-atacar o Brexit.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos