Espanha rejeita negociações da Escócia com a UE

Bruxelas, 29 Jun 2016 (AFP) - O presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, se opôs nesta quarta-feira que a Escócia negocie diretamente sua integração na União Europeia, já que, por ser território britânico, considera competência de Londres.

"O governo espanhol se opõe que essas negociações sejam feitas com alguém diferente do governo do Reino Unido", disse Rajoy em coletiva de imprensa em Bruxelas ao fim de uma reunião informal de presidentes europeus.

Esta reunião, que ocorreu sem a presença do britânico David Cameron, tinha como objetivo analisar o futuro da UE sem o Reino Unido.

Com o Brexit "se vão todos os que fazem parte do Reino Unido", destacou o chefe do governo espanhol. "Se o Reino Unido for, a Escócia também sairá das instituições da UE", reiterou.

As declarações de Rajoy chegam quando a primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, se encontra em Bruxelas, onde se reunirá durante a tarde com o chefe do executivo europeu, Jean-Claude Juncker, depois de se reunir pela manhã com o presidente da Eurocâmara.

No referendo britânico, os escoceses votaram majoritariamente a favor de continuar na UE.

Sturgeon considerou na terça-feira (28) "democraticamente inaceitável" que a Escócia saia da UE "contra sua opinião".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos