Ataque da coalizão mata dois comandantes do EI no Iraque

Washington, 1 Jul 2016 (AFP) - Um ataque da coalizão perto de Mossul, reduto do Estado Islâmico no norte Iraque, resultou na morte de dois altos comandantes militares do grupo extremista, informou o Pentágono nesta sexta-feira.

"Forças da coalizão realizaram um ataque aéreo contra dois altos comandantes militares do ISIL em 25 de junho perto de Mossul, Iraque, que resultaram em suas mortes", anunciou o secretário de imprensa do Pentágono, Peter Cook, em um comunicado, usando o acrônimo empregado pelas Forças Armadas americanas para se referir ao EI.

"O ataque de precisão matou Basim Muhammad Ahmad Sultan al-Bajari, vice-ministro de guerra do ISIL, e Hatim Talib al-Hamduni, comandante militar do ISIL em Mossul", acrescentou.

Cook disse que Al-Bajari era um ex-integrante da rede Al-Qaeda que aderiu ao EI e supervisionou a ofensiva para tomar Mossul, em junho de 2014.

Ele "também comandou o batalhão do ISIL Jaysh al-Dabiq, conhecido por usar carros-bomba, suicidas e gás mostarda em seus ataques".

Al-Hamduni foi comandante militar em Mossul e chefiou a polícia militar na região, disse Cook.

Mossul é a segunda maior cidade do Iraque e se tornou a capital de facto do grupo extremista no país.

Nas últimas semanas, forças de segurança iraquianas fizeram avanços significativos contra o EI, inclusive a retomada da cidade de Fallujah este mês.

As atenções agora se voltam para Mossul, onde se espera nos próximos meses uma batalha para libertar a cidade.

"Retirar estes líderes terroristas do campo de batalha cria o ambiente para que as forças iraquianas acabem por liberar Mossul com o apoio da coalizão internacional", disse Cook.

wat-lby/bfm/mvv/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos