Hillary Clinton depõe ao FBI por e-mails privados

Washington, 2 Jul 2016 (AFP) - A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos Hillary Clinton depôs neste sábado ao FBI (polícia federal americana) no âmbito de uma investigação sobre seus e-mails privados quando foi secretária de Estado, informou um porta-voz de sua campanha em um comunicado.

Clinton "concedeu uma declaração voluntária nesta manhã (sábado) em relação ao tema de seus e-mails quando era secretária" de Estado, disse Nick Merrill, acrescentando que a ex-primeira-dama "estava feliz por ter tido a oportunidade de ajudar o departamento de Justiça nesta investigação que está finalizando".

"Por respeito ao processo de investigação, não fará mais comentários sobre o interrogatório" ao qual foi submetida, acrescentou.

Segundo uma pessoa próxima à candidata, o depoimento durou quase três horas e meia e foi realizado na sede do FBI, em Washington.

A campanha para a eleição presidencial de 8 de novembro foi afetada por este caso, relacionado à utilização com fins profissionais de um servidor privado de mensagens eletrônicas na época em que Hillary era secretária de Estado, entre 2009 e 2013. Seus adversários políticos utilizaram o tema para atacá-la.

oh-elm/tu/dg/cd/ma/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos