Morreu aos 85 anos o ex-premiê socialista francês Michel Rocard

Paris, 2 Jul 2016 (AFP) - O ex-primeiro-ministro socialista francês Michel Rocard faleceu neste sábado aos 85 anos em um hospital de Paris, anunciou à AFP um de seus filhos, Francis.

Rocard foi primeiro-ministro de François Mitterrand durante três anos (1988-1991), após a reeleição do presidente socialista para um segundo mandato.

Era considerado da ala à direita do Partido Socialista e se autodenominava um social-democrata do diálogo, que tentava aceitar a realidade econômica, sem desistir dos ideais sociais.

Ele fez tentativas malsucedidas de chegar à Presidência, e foi barrado por Mitterrand até ser, segundo seu ponto de vista, "demitido".

Antes de sua entrada no governo, houve um período chamado de "coabitação" durante o qual Mitterrand, após perder a maioria no Parlamento, precisou nomear um primeiro-ministro da oposição, no caso Jacques Chirac (direita), entre 1986 e 1988.

Antes de ser nomeado premiê, Rocard chefiou dois ministérios - desenvolvimento territorial e planejamento, e agricultura -, entre 1981 e 1985, renunciando depois que Mitterrand introduziu o sistema proporcional para as eleições legislativas.

Ele também foi membro do Parlamento Europeu entre 1994 e 2009.

"Grande personalidade da República"Entre os feitos notáveis de Rocard estiveram o fim de um levante separatista na Nova Caledônia, território ultramarino francês no Pacífico, e o pagamento da assistência social mínima - RMI - para aliviar a pobreza.

Ao tomar conhecimento de sua morte, o atual presidente, François Hollande, prestou tributo a um homem que foi "uma grande personalidade da República", encarnando um socialismo que conciliou "utopia e modernidade".

Embora fosse reconhecido pela inteligência privilegiada e pela honestidade, Rocard nunca desenvolveu a sensibilidade de Mitterrand para a política e os dois eram adversários, embora os dois fossem socialistas.

"O profundo desprezo que sinto por sua falta de ética é compatível com a completa admiração que sinto por sua perícia tática", disse Rocard certa vez referindo-se a Mitterrand.

Nascido em 23 de agosto de 1930 no subúrbio parisiense de Courbevoie, Rocard, um fervoroso europeísta, formou-se na respeitada Escola Nacional de Administração (ENA), onde estuda a elite política da França.

Seu pai era um físico que ajudou a desenvolver a bomba atômica francesa e atribui-se à sua mãe uma forte influência protestante.

Ainda menino, Rocard, então escoteiro, dava as boas vindas às pessoas que retornavam dos campos de concentração nazistas, antes de trabalhar em uma fábrica por dois anos.

"Misture tudo isso e você terá um socialista", brincou certa vez, e sua formação também alimentou uma forte oposição à guerra colonialista francesa na Argélia.

Acompanhavam suas habilidades acadêmicas a conduta rígida, a aparência distinta a relativamente baixa estatura (1,70 m), o olhar aguçado e a calvície.

Rocard tinha dificuldades em encantar o público ou distribuir tapas nas costas em eventos políticos, sentindo-se mais confortável em ambientes solitários, como os que encontrava quando saía para velejar, esquiar ou explorar regiões do Ártico.

No entanto, os franceses se referem ao seu desejo de "falar a verdade" e ele costumava obter bons resultados em pesquisas de opinião.

Rocard casou-se três vezes e foi pai de quatro filhos.

Apesar da aparência frágil, especialmente após sofrer uma hemorragia cerebral na Índia em 2007, parece ter ficado mais curioso sobre a vida do que nunca, tornando-se a primeira pessoa com mais de 80 anos a visitar os dois polos geográficos da Terra.

frd-map-ger/fjb/lmm/jz/ccd/wai/jmy/cw/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos