Donald Trump não é antissemita, afirma seu genro judeu

Nova York, 7 Jul 2016 (AFP) - O genro de Donald Trump, neto de sobreviventes do holocausto, quebrou nesta quarta-feira seu silêncio para afirmar que seu sogro e candidato à Casa Branca não é antissemita ou racista, e sim uma "pessoa incrivelmente amável e tolerante".

Jared Kushner, 35 anos e casado com Ivanka Trump, reagiu à indignação provocada nos últimos dias por um tuíte de Donald Trump que incluía uma estrela de seis pontas e acusava a candidata democrata, Hillary Clinton, de ser "a mais corrupta da história".

A estrela, considerada um símbolo judaico sob o nome de estrela de David, mas também utilizada pela maçonaria, aparece em vermelho no tuíte sobre várias notas de 100 dólares, sob a frase "Most Corrupt Candidate Ever!" ("A candidata mais corrupta de todos os tempos!").

"Meu sogro não é antissemita. Simples assim. Donald Trump não é antissemita e não é racista", escreveu Jared Kushner no Observer, jornal do qual é proprietário.

"Meu sogro é uma pessoa incrivelmente amável e tolerante, que acolheu de braços abertos a minha família e nosso judaísmo desde que conheci minha mulher", declarou Kushner, que descreveu Trump como "instintivamente pró-judeu e pró-Israel".

Ele tem acolhido "pessoas de todas as origens raciais e religiosas em suas empresas e em sua vida".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos