Procuradora-geral dos EUA encerra investigação contra Hillary Clinton

Washington, 6 Jul 2016 (AFP) - A procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, anunciou nesta quarta-feira que aceitou a recomendação do FBI para encerrar a investigação contra Hillary Clinton por uso indevido de um servidor particular para e-mails oficiais quando era secretária de Estado.

"Recebi e aceitei a recomendação unânime para que a longa investigação, que durou um ano, seja encerrada e que não se apresente qualquer acusação com parte deste trabalho", anunciou Lynch em nota oficial.

A procuradora-geral, que também ocupa o cargo de secretária da Justiça, informou que nesta quarta-feira se reuniu com o diretor do FBI, James Comey, e com "agentes que conduziram a investigação...".

Na terça-feira, Comey disse que Clinton e sua equipe foram "extremamente descuidados" na manipulação de informação secreta ou reservada, mas concluiu que não havia base para qualquer acusação contra a ex-secretária de Estado e recomendou o arquivamento do caso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos