Justiça vaticana absolve jornalistas e condena bispo no caso Vatileaks2

Cidade do Vaticano, 7 Jul 2016 (AFP) - A justiça vaticana condenou o bispo espanhol da Opus Dei Lucio Vallejo Balda a 18 meses de prisão por divulgar documentos confidenciais da Santa Sé e absolveu os jornalistas italianos Gianluigi Nuzzi e Emiliano Fittipaldi no caso conhecido como Vatileaks2.

O tribunal condenou também a especialista italiana em relações públicas Francesca Chaouqui a 10 meses de prisão com sursis e absolveu Nicola Maio, colaborador de Vallejo, por não ter cometido o delito.

O processo foi aberto em 24 de novembro e suscitou controvérsia pelo fato de serem julgados dois jornalistas italianos, autores de livros sobre a corrupção na Cúria Romana, baseados em e-mails, gravações e vários documentos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos