Londres levantará proibição de combate para mulheres no exército

Londres, 8 Jul 2016 (AFP) - O exército britânico levantará a proibição de que mulheres sirvam na linha de frente de combate, o que constitui um grande passo, nas palavras do primeiro-ministro David Cameron nesta sexta-feira.

O anúncio foi feito depois que o exército realizou um estudo para determinar se as mulheres são fortes o suficiente para servir na infantaria e se sua presença ameaçava a coesão das tropas.

A decisão, que será aplicada progressivamente nos próximos três anos, foi tomada depois que os Estados Unidos adotaram a mesma medida, em janeiro.

"O chefe do Estado-Maior recomendou levantar a proibição de que as mulheres combatam na linha de frente", disse Cameron em um comunicado.

"Estou de acordo com seu ponto de vista e aceito sua recomendação", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos