Obama condena ataque "calculado e desprezível" em Dallas

Varsóvia, 8 Jul 2016 (AFP) - O presidente americano, Barack Obama, condenou nesta sexta-feira o ataque "calculado e desprezível" em Dallas (Texas), onde franco-atiradores mataram na quinta-feira à noite cinco policiais durante uma manifestação contra o racismo.

"Ainda não conhecemos todos os fatos. O que sabemos é que aconteceu um ataque perverso, calculado e desprezível contra as forças de segurança", disse Obama em Varsóvia, ao lado dos presidentes do Conselho Europeu e da Comissão Europeia, Donald Tusk e Jean-Claude Juncker, antes de uma reunião de cúpula da Otan.

"A polícia em Dallas estava fazendo seu trabalho, velar pela segurança de manifestantes pacíficos", disse.

"Segundo a polícia, há múltiplos suspeitos. Saberemos mais sobre suas perversas motivações", completou Obama.

"Não há uma justificativa possível a este tipo de ataques ou qualquer tipo de violência contra as forças de segurança", disse.

Na quinta-feira à noite, franco-atiradores mataram cinco policiais durante um protesto contra o racismo em Dallas (Texas).

Um dos suspeitos, que estava entrincheirado, morreu nesta sexta-feira após um confronto de várias horas com a polícia.

O protesto de Dallas era uma das manifestações em várias cidades dos Estados Unidos após a morte de dois negros em ações policiais na Louisiana e Minnesota durante a semana.

arb-pa/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos