Diretores do banco francês BNP são acusados de lavagem de dinheiro na Argentina

Buenos Aires, 11 Jul 2016 (AFP) - Cerca de vinte ex-executivos do banco francês BNP Paribas na Argentina foram acusados de lavagem de dinheiro em paraísos fiscais e contas no exterior, por uma quantia de mais de 1 bilhão de dólares, informou o portal oficial fiscales.gob.ar

O juiz Osvaldo Rappa determinou o processo e embargou bens de mais 750 milhões de dólares. Finalizada a etapa de instrução, se iniciará o julgamento oral, ainda sem data confirmada, informou uma fonte judicial à AFP nesta segunda-feira.

A quantia embargada dos ex-diretores, entre eles cinco franceses, é um recorde na Justiça argentina

"O magistrado lhes imputou os delitos de associação ilícita e lavagem de ativos e manteve em todos os casos a liberdade provisória que vem gozando cada acusado", afirmou o site.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos