Merkel descarta crise do sistema bancário italiano

Berlim, 12 Jul 2016 (AFP) - A chanceler alemã Angela Merkel descartou nesta quarta-feira uma "crise" do sistema bancário italiano apesar dos temores de que os créditos duvidosos provoquem um novo terremoto financeiro na zona do euro.

"Há discussões intensas entre o governo italiano e a Comissão Europeia, e estou convencida de que as coisas se resolverão bem", disse Merkel em uma de coletiva de imprensa em Berlim.

"Em geral não vejo uma crise se desenvolvendo", garantiu.

O governo italiano está tentado encontrar uma solução para ajudar seus bancos sem que sua intervenção seja considerada por Bruxelas uma ajuda pública.

Ao mesmo tempo, quer evitar que os depositantes e os pequenos acionistas tenham que pagar um possível resgate.

O sistema bancário italiano, formado por mais de 700 entidades, tem problemas de capitalização e se calcula que tenha aproximadamente 360 bilhões de euros de créditos considerados "duvidosos".

As ações dos bancos italianos caíram 55% ao longo do ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos