Morreu o servo-croata Goran Hadzic, acusado de crimes de guerra (imprensa)

Belgrado, 12 Jul 2016 (AFP) - O líder rebelde servo-croata Goran Hadzic, acusado de crimes de guerra na antiga Iugoslávia (1991-1995), morreu nesta terça-feira, noticiou a agência oficial de notícias Tanjug.

"Goran Hadzic morreu hoje (terça-feira) de uma grave doença", reportou a agência, citando o hospital regional da província de Vojvodina.

Hadzic, de 57 anos, era acusado de 14 crimes de guerra e contra a humanidade e era investigado por uma corte das Nações Unidas especializada em crimes de guerra.

Em abril, os juízes da corte de crimes de guerra, baseada em Haia, determinaram a interrupção definitiva do julgamento de Hadzic, que lutava contra um câncer no cérebro em estágio avançado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos