Disputa pela liderança trabalhista britânica tem mais um candidato

Londres, 13 Jul 2016 (AFP) - Um segundo candidato, o deputado Owen Smith, entrou na disputa pela liderança do Partido Trabalhista britânico, em desafio a Jeremy Corbyn.

"Eu vou estar na eleição", afirmou à BBC o deputado, ex-ministro do Trabalho e da Previdência no gabinete da sombra de Corbyn, dois dias depois do anúncio da candidatura de sua colega Angela Eagle, responsável pela Economia no mesmo gabinete trabalhista e que foi ministra nos governos de Tony Blair e Gordon Brown.

"No final vou apoiar o líder eleito, seja ele quem for. Mas espero que eu seja o líder", completou o deputado da circunscrição de Pontypridd (oeste).

Corbyn, eleito de maneira triunfal em setembro do ano passado pelos militantes, após a derrota dos trabalhistas nas últimas eleições, nunca foi aceito pelos dirigentes do partido, em particular os deputados, que o consideram muito esquerdista e incapaz de vencer as próximas legislativas.

As críticas aumentaram depois da vitória do Brexit no referendo sobre a UE, que muitos atribuem em parte ao fato de Corbyin não ter feito uma campanha intensa.

Depois do referendo, dois terços dos integrantes do gabinete da sombra apresentaram suas renúncias e 172 deputados trabalhistas votaram uma moção de censura.

Jeremy Corbyn obteve na terça-feira uma vitória crucial contra os adversários, já que o comitê executivo do partido decidiu que ele pode ser candidato à reeleição sem a necessidade de obter o apoio de 50 parlamentares, o que talvez ele não conseguisse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos