Polícia de fronteira mata palestino na Cisjordânia

Jerusalém, 13 Jul 2016 (AFP) - Um palestino morreu e outro foi ferido por tiros da polícia de fronteira israelense em A Ram, na Cisjordânia ocupada, informou uma porta-voz do exército do Estado hebreu.

Durante uma operação que descobriu uma unidade de produção de armas, os policiais de fronteira abriram fogo contra um automóvel que avançava na direção dos agentes, disse a porta-voz.

Um dos policiais "sentiu que estava em perigo" e abriu fogo, explicou a fonte, segundo a qual o outro ocupante do veículo foi detido.

Desde 1º de outubro de 2015 uma onda de violência provocou em Israel, Jerusalém e nos territórios ocupados a morte de 215 palestinos, 34 israelenses, dois americanos, um eritreu e um sudanês.

Muitos palestinos mortos eram autores ou suspeitos de de ataques, de acordo com Israel.

A maior parte dos ataques foi cometido com arma branca por indivíduos isolados, muitos deles adolescentes.

Em alguns casos, motoristas palestinos avançaram com sues veículos contra pedestres ou soldados.

Desde o início de 2016 as forças de segurança israelenses desmantelaram 16 unidades de fabricação de armas, segundo o exército.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos