Irã pede que EUA respeitem compromissos de acordo nuclear

Teerã, 15 Jul 2016 (AFP) - O ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, chamou os Estados Unidos a apostar na diplomacia contra a intimidação e respeitar os seus compromissos, um ano após a assinatura de um acordo histórico sobre o programa nuclear do Irã.

O acordo assinado entre Teerã e o grupo "5+1" em 14 de julho de 2015 "foi uma vitória da diplomacia sobre a coerção", recordou quinta-feira à noite no Twitter o chefe da diplomacia iraniana.

"Um lembrete: os velhos métodos levam aos mesmos fracassos", ressaltou Zarif.

"O respeito mútuo e o respeito às obrigações do JCPOA (sigla do acordo nuclear) para garantir os dividendos prometidos abrirão novos horizontes", acrescentou.

O acordo, que entrou em vigor em janeiro, suspendeu uma parte das sanções internacionais contra Teerã em troca de uma limitação do seu programa nuclear para uso civil.

Mas o Irã reclama da manutenção de outras sanções que restringem seu retorno ao sistema financeiro internacional.

O texto foi criticado pelos ultraconservadores, tanto no Irã quanto nos Estados Unidos.

O secretário do Tesouro americano, Jacob Lew, negou na quinta-feira que exista má-fé por parte de Washington, assegurando que os Estados Unidos respeitam seus compromissos.

No entanto, ele lembrou que as sanções americanas relacionadas com o programa de mísseis balísticos de Teerã e o apoio iraniano a atividades "terroristas" ainda estavam em vigor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos