Otan pede 'calma' e 'respeito total às instituições democráticas' na Turquia

Bruxelas, 16 Jul 2016 (AFP) - O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, apelou neste sábado à "calma" e pediu "respeito total às instituições democráticas na Turquia", um "aliado valioso" da aliança militar, onde uma tentativa de golpe de Estado está em curso.

"Eu apelo à calma e à moderação, e ao respeito total às instituições democráticas da Turquia e de sua Constituição", declarou Stoltenberg em um breve comunicado publicado na madrugada de sexta para sábado, enquanto um grupo de golpistas do Exército afirmou ter tomado o poder no país.

Jens Stoltenberg informou ter se reunido com o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, e que segue os eventos "de perto" e "com preocupação".

"A Turquia é um aliado valioso da Otan", concluiu em uma curta mensagem.

Stoltenberg fez, assim, eco às declarações do presidente americano, Barack Obama, e da chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, que deram seu apoio ao governo turco.

Mais cedo, o secretário de Estado americano, John Kerry, apoiou a "estabilidade, a paz e a continuidade" na Turquia, na falta de detalhes sobre a situação.

O país representa um aliado-chave da aliança militar, com o segundo maior Exército da Otan, depois dos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos