Turquia: Erdogan acusa imã exilado nos EUA de promover golpe

Istambul, 16 Jul 2016 (AFP) - O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou neste sábado de "traição" o imã exilado nos Estados Unidos Fethullah Gülen, a quem acusou de promover o golpe militar deflagrado na sexta-feira na Turquia.

Em entrevista coletiva no aeroporto Atatürk de Istambul, Erdogan revelou que o hotel onde estava de férias em Marmaris, um balneário do sudoeste da Turquia, foi bombardeado após sua partida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos