Turquia: 103 generais e almirantes detidos após golpe frustrado

Istambul, 18 Jul 2016 (AFP) - Um total de 103 generais e almirantes turcos se encontram detidos e estão sendo investigados por eventual participação na tentativa de golpe de Estado contra o presidente Recep Tayyip Erdogan, informou a agência de notícias pró-governo Anadolu.

Os oficiais detidos pertencem a todos os corpos das Forças Armadas e estão distribuídos por todo o país, segundo a agência, que publicou uma lista detalhada.

Os detidos são suspeitos de participação no golpe de Estado frustrado da noite de sexta-feira, que deixou pelo menos 290 mortos.

A Anadolu havia contabilizado no domingo à noite 70 generais e almirantes detidos, incluindo o general Akin Oztürk, suspeito de ser um dos principais instigadores do levante.

As autoridades turcas multiplicaram as operações, com detenções de militares e juízes suspeitos de serem partidários do pregador Fethullah Gülen, um ex-aliado de Erdogan que o presidente acusa de estar por trás do golpe.

Erdogan declarou no domingo que o "vírus" rebelde seria eliminado das instituições do Estado.

A comunidade internacional já advertiu Ancara contra uma repressão generalizada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos