Dois suspeitos de preparar atentados na África do Sul permanecerão detidos

Joanesburgo, 19 Jul 2016 (AFP) - Dois irmãos gêmeos, suspeitos de preparar um atentado contra a embaixada americana em Pretória e de querer integrar o Estado Islâmico (EI), permanecerão detidos, decidiu nesta terça-feira um tribunal sul-africano.

"A defesa e o Ministério Público não estavam prontos e, portanto, a audiência foi adiada até 25 de julho", disse Phindi Louw, um porta-voz do Ministério Público.

"Temos motivos razoáveis e suficientes para crer que uma infração foi cometida", acrescentou o porta-voz.

Durante sua breve aparição ante o tribunal, Brandon-Lee e Tony-Lee Thulsie se limitaram a saudar seus familiares com um gesto com a mão.

Os irmãos Thulsie foram detidos no início de julho perto de Johannesburgo.

Segundo a polícia, estavam preparando atentados contra a embaixada americana e instituições judaicas na África do Sul.

A África do Sul tem 53 milhões de habitantes, 1,5% dos quais são muçulmanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos