EUA com as atenções voltadas para o show de Trump na Convenção Republicana

Cleveland, Estados Unidos, 18 Jul 2016 (AFP) - Depois de desafiar todos os prognósticos, Donald Trump dá um passo a mais com sua indicação como candidato presidencial na Convenção Republicana, que tem início nesta segunda-feira.

O evento começará oficial às 13H00 locais (14H00 de Brasília), em Cleveland (Ohio), uma cidade de 400.000 habitantes mergulhada em fortes medidas de segurança, em um ambiente de recentes ataques contra policiais brancos e previsão de inúmeras manifestações.

Espera-se que nos próximos quatro dias de convenção, seja resolvida a complicada relação entre o polêmico magnata e o "Grand Old Party".

O complexo onde será realizado o grande comício político republicano, a Quicken Loans Arena, no centro de Cleveland, e o centro de imprensa que acolherá 15.000 jornalistas estão completamente isolados.

A morte de três policiais no domingo, em um tiroteio na cidade de Baton Rouge, Louisiana, aumentou o nível de alerta nesta pequena cidade do norte do país, onde as autoridades ergueram um círculo de aço ao redor epicentro da convenção.

Várias ruas foram fechadas ao tráfego e outras, obstruídas com barricadas de concreto - até mesmo caminhões tira-neve tiveram as férias de verão suspensas para manter à distância possíveis manifestantes.

Milhares de policiais do estado de Ohio e de outras jurisdições do país, inclusive forças federais, estarão em guarda entre 18 e 21 de julho para a convenção.

As forças de segurança estão em alerta devido à expectativa de protestos de manifestantes incomodados com a retórica agressiva de Trump, e se preparam para qualquer eventualidade, após os recentes episódios de violência contra a polícia.

A lei em Ohio, que permite o porte visível de armas, só inflamou o medo de violência em Cleveland, cidade de 400.000 habitantes que, prevendo um possível descontrole da situação, obteve um seguro

- O show de Trump -Fora questões de violência, Trump tem preocupações mais imediatas, uma vez que seu estilo cáustico e heterodoxo, sem esquecer sua inexperiência política, provocaram profundas divisões no Partido Republicano.

"Será uma convenção muito pessoa", afirmou chefe de campanha de Trump, Paul Manafort, a explicar o programa.

A esposa Melania, uma ex-modelo nascida na Eslovênia, 24 anos mais jovem que Trump, e os quatro filhos mais velhos do magnata serão usados durante a convenção para emprestar um rosto mais humanos ao candidato.

Sua escolha de Mike Pence, governador de Indiana, de postura cristã ultraconservadora, como seu vice parece ter agrado a corrente conservadora do partido.

Em uma primeira entrevista conjunta, Trump evitou falar sobre Pence e, em compensação admitiu meio sem entusiasmo porque o escolheu.

"Uma das razões é a unidade partidária. Porque sou um 'outsider", comentou.

O primeiro protesto anti-Trump ocorreu no domingo e reuniu algumas dezenas de manifestantes a alguns quarteirões do centro de convenções.

"Ele vai nos levar de volta à idade das trevas", disse à AFP Carol Steiner, trabalhadora médica aposentada.

Mais de 100 mulheres posaram nuas em Cleveland, atendendo a uma convocação do fotógrafo Spencer Tunick, que busca conjugar arte e política para mostrar Trump como alguém incapaz de ocupar a Casa Branca.

Outro protesto "Stop Trump" está previsto para esta segunda-feira, algumas horas antes do início da convenção republicana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos