Alemão Mario Gomez deixa Besiktas devido à situação política na Turquia

Istambul, 20 Jul 2016 (AFP) - O atacante alemão Mario Gomez, artilheiro do Campeonato Turco na temporada passada, confirmou nesta quarta-feira que deixará o Besiktas, após apenas um ano no clube turco, devido à situação política no país.

"O motivo é unicamente a situação política. Nenhuma razão esportiva ou qualquer outra coisa me fizeram tomar esta decisão. É fruto exclusivamente dos terríveis acontecimentos dos últimos dias", escreveu o atacante de 31 anos na rede social Facebook.

Em um ano com o Besiktas, Gomez conquistou o campeonato turco 2015-2016.

"Espero que estes problemas políticos possam ser resolvidos pacificamente. Este seria um desejo ainda maior do que voltar a jogar pelo Besiktas", explicou o jogador.

Após passagem de sucesso pelo Bayern de Munique, Mario Gomez viveu duas temporadas difíceis na Fiorentina (2013-15). O clube italiano acabou cedendo o jogador ao Besiktas, onde voltou a brilhar, garantindo uma convocação para a seleção alemã que disputou a Eurocopa-2016.

Na noite de 15 para 16 de julho, uma tentativa de golpe militar na Turquia deixou mais de 300 mortos, mas foi aplacada pelo governo. Cerca de 55.000 pessoas, em sua maioria policiais, professores e militares, foram suspensos ou demitidos. Mais de 9.000 foram presos.

sjw-ng/pt/iga/am

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos