Gâmbia: líder da oposição é condenado a três anos de prisão

Banjul, Gâmbia, 20 Jul 2016 (AFP) - O líder do principal partido de oposição na Gâmbia (UDP), Ousainou Darboe, e 17 coacusados foram condenados a três anos de prisão em regime fechado, nesta quarta-feira (20) - anunciou a Justiça.

Darboe, chefe do Partido Democrático Unido (UDP), e os outros réus compareceram à Alta Corte de Banjul. Entre as várias acusações, estão a de reunião ilegal, incitação à violência e complô. Todos alegaram inocência.

Eles foram detidos depois das manifestações realizada em 14 e 16 de abril passado para reivindicar reformas políticas e em protesto contra o falecimento na prisão de Solo Sandeng, uma liderança do UDP. O óbito foi confirmado oficialmente em junho.

A condenação é anunciada a menos de cinco meses da eleição presidencial no país, prevista para acontecer em 1º de dezembro. A disputa terá apenas um turno, tendo como candidato o chefe de Estado, Yahya Jammeh, que dirige o país com mão de ferro há 22 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos