Oposição síria pede à coalizão anti-EI suspensão de bombardeios

Beirute, 20 Jul 2016 (AFP) - A oposição síria pediu à coalizão anti-Estado Islâmico (EI), liderada pelos Estados Unidos, que suspenda seus bombardeios, depois que dezenas de civis morreram em ataques perto da cidade de Manbij, controlada pelos extremistas.

Em carta dirigida aos ministros das Relações Exteriores dessa aliança, o presidente da Coalizão Nacional Síria, Anas Alabdah, solicitou "uma suspensão imediata das operações militares da coalizão internacional na Síria para facilitar uma investigação profunda desses incidentes".

Na terça-feira (19), o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) anunciou que 56 civis, incluindo crianças, morreram nos ataques da coalizão na província de Aleppo, perto do reduto do EI em Manbij.

"Acreditamos que esse tipo de incidente aponte uma importante lacuna nas normas de funcionamento atuais seguidas pela coalizão internacional que levaram a bombardeios de zonas povoadas", acrescenta a carta.

"É essencial que essa investigação tenha como resultado não apenas a revisão do regulamento para futuras operações, mas também a prestação de contas dos responsáveis por essas importantes violações", completa o texto.

Alabdah condenou firmemente esse "massacre" e responsabilizou a coalizão internacional pelo "crimes ocorridos em Manbij".

"O povo sírio, como vocês sabem, é assassinado, mutilado e torturado há mais de cinco anos nas mãos do regime assassino de [Bashar] Al-Assad, da Rússia, do Irã e de milícias aliadas, além do EI e dos grupos terroristas", insistiu.

O presidente dessa frente de oposição a Al-Assad advertiu que as mortes "apenas levarão ainda mais a uma espiral de desespero e, ainda mais importante, demonstrarão ser uma ferramenta de recrutamento para organizações terroristas".

ram/dv/pg/tjc/lmm./tt/cc

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos