Alemanha adverte Turquia a não começar caça às bruxas durante estado de emergência

Berlim, 21 Jul 2016 (AFP) - O ministro das Relações Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, pediu nesta quinta-feira à Turquia que não comece uma caça às bruxas contra os opositores políticos, um dia após o presidente Recep Tayyip Erdogan decretar estado de emergência.

É "essencial que o estado de emergência esteja limitado a uma duração necessária" ao fim da qual precisa ser levantado imediatamente, indicou em um comunicado o chefe da diplomacia alemã.

Steinmeier convocou Ancara a respeitar os princípios do "Estado de direito" e a manter "a medida justa das coisas" na aplicação deste regime de exceção.

"A tentativa de golpe deixa marcas profundas na política e na sociedade turca", prosseguiu Steinmeier.

"Apenas o envolvimento em atos penalmente repreensíveis pode ser alvo de medidas de Estado, não a suposta opinião política", insistiu.

O presidente Erdogan, que multiplicou as detenções e as suspensões desde a tentativa de golpe de sexta-feira, anunciou na quarta-feira a instauração do estado de emergência na Turquia por três meses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos