PF prende suspeitos de planejar atos de terrorismo nos Jogos do Rio

Brasília, 21 Jul 2016 (AFP) - A Polícia Federal prendeu 10 pessoas que planejavam ataques terroristas durante os Jogos do Rio, informou nesta quinta-feira o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes.

Foram presas 10 pessoas em vários estados o Brasil por realizar atos preparatórios para a realização de atentados terroristas durante os Jogos, afirmou o ministro, acrescentando em coletiva de imprensa que os suspeitos haviam jurado lealdade ao grupo Estado Islâmico.

"Os dez se comunicavam por Telegram ou WhatsApp (...) Alguns fizeram um juramento ao Estado Islâmico pela internet", explicou o ministro.

Os detidos, todos brasileiros, eram investigados desde abril e "participavam em um grupo grupo denominado Defensores da Sharia (lei islâmica) e planejavam comprar armamentos para cometer crimes no Brasil e no exterior", acrescenta um comunicado do ministério da Justiça.

Outras duas pessoas foram conduzidas coercitivamente para prestar depoimento ante a polícia, diz ainda o comunicado.

A ação policial batizada de "Operação Hashtag" foi realizada por 130 policiais nos estados do Amazonas, Ceará, Paraíba, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul.

dw-lbc/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos