Explosão contra festival de música deixa 12 feridos e mata o autor sírio em Ansbach

Berlim, 25 Jul 2016 (AFP) - Um atentado que tinha como alvo um festival de música e provocada por um refugiado sírio que morreu após ter detonado o explosivo deixou 12 pessoas feridas na noie deste domingo em frente a um restaurante central de Ansbach, na Baviera (sul da Alemanha).

"Trata-se infelizmente de um novo atentado", declarou o ministro do Interior da Baviera, Joachim Herrmann. O homem que acionou a bomba, um sírio de 27 anos solicitante de asilo, morreu na explosão, que deixou 12 pessoas feridas, três delas em estado grave.

Herrmann afirmou no local da explosão que as autoridades querem verificar se a ação se trata de um atentado islamita. "Não se pode excluir que seja o caso", disse à imprensa alemã.

O fato de o agressor ter atentado contra a vida alheia favorece essa hipótese, acrescentou. O subdiretor da polícia de Ansbach, Roman Fertinger, falou ainda de "indícios" de que moedas tenham sido colocadas junto à carga explosiva.

O homem, de 27 anos, que teve seu pedido de asilo negado há um ano, tinha a intenção de impedir a realização de um festival de música pop com um público de mais de 2.500 pessoas, declarou o ministro bávaro Joachim Herrmann, citado pela imprensa alemã. O sírio tentou entrar no recinto do festival, mas teve que voltar atrás à noite por não ter ingresso.

A bomba explodiu às 22H00 locais (20H00 GMT, 17H00 horário de Brasília) em frente a um restaurante localizado muito perto da entrada do festival. Todo o local foi ocupado por socorristas, e a polícia bloqueia os acessos.

O sírio, residente em Ansbach, havia tentado se matar duas vezes, e foi hospitalizado em uma clínica psiquiátrica, acrescentou o ministro. Ele chegou da Síria há dois anos e vivia na Alemanha com um visto residência provisório.

O ataque acontece em um momento de grande tensão na Alemanha, depois de uma série de tragédias.

Na noite de sexta-feira um jovem de 18 anos com transtornos psiquiátricos e obcecado por massacres matou a tiros nove pessoas em Munique.

Na última segunda-feira, um solicitante de asilo que disse ser afegão feriu cinco pessoas com um machado em um trem regional em Wurtzburgo, ato reivindicado em nome do grupo Estado Islâmico.

Não muito distante da Baviera, em Reutlingen, um sírio de 21 anos solicitante de asilo matou neste domingo com um facão uma mulher polonesa após uma discussão, no que parece ter sido, segundo suspeitam as autoridades, um ataque passional.

A cidade de Reutlingen, de 100.000 habitantes, fica perto de Stuttgart (sudoeste), no estado de Baden-Wurtemberg.

ylf-bt/mba/gde/cc

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos