Julgamento por assassinato de opositor russo começa em Moscou

Moscou, 25 Jul 2016 (AFP) - O julgamento dos supostos assassinos de Boris Nemtsov, um dos principais opositores russos, cuja morte perto do Kremlin em fevereiro de 2015 provocou indignação em todo o mundo, começou nesta segunda-feira em Moscou.

Uma primeira audiência preliminar começou a portas fechadas às 09h00 GMT (06h00 de Brasília) no tribunal militar regional de Moscou, indicou à AFP Vadim Projorov, advogado da família do opositor.

O resto do processo estará aberto ao público, mas nesta segunda-feira a polícia impediu o acesso dos jornalistas ao local.

Nemtsov foi assassinado a pedido de um responsável checheno, mas todos os autores do crime não puderam ser identificados.

Cinco supostos executores - Zaur Dadaiev, Chadid e Anzor Gubachev, Bemirlan Esterjanov e Jamzar Bajaiev-, todos oriundos das repúblicas russas muçulmanas de Chechênia e Inguchétia, foram identificados e detidos em março de 2015. Eles teriam recebido como pagamento pelo assassinato do opositor uma recompensa de 15 milhões de rublos (na época 205.000 euros).

A princípio, os investigadores russos privilegiaram a pista "islamita" devido ao apoio manifestado por Nemtsov às 12 pessoas assassinadas em janeiro de 2015 por terroristas na redação da revista satírica francesa Charlie Hebdo em Paris, mas meses depois esta hipótese foi descartada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos