Tiroteio em boate da Flórida deixa dois mortos e vários feridos

Miami, 25 Jul 2016 (AFP) - Ao menos duas pessoas foram assassinadas e outras 14 ficaram feridas em um tiroteio registrado na madrugada desta segunda-feira no estacionamento de uma boate na Flórida que realizava uma festa para adolescentes.

A polícia garantiu em um comunicado que o ataque "não foi um ato de terrorismo", acrescentando que "a investigação ainda está em andamento, assim como a cena do crime. Os investigadores estão trabalhando arduamente para determinar a motivação" do crime.

Este tiroteio acontece apenas seis semanas após um ataque de um atirador contra uma boate gay no mesmo estado que deixou 49 mortos, o pior massacre em solo americano desde os atentados de 11 de setembro de 2001.

A polícia identificou na manhã desta segunda-feira as vítimas fatais como Sean Archilles, de 14 anos, e Ste'fan Strauder, de 18.

As autoridades detiveram uma "pessoa de interesse" e outros dois indivíduos para interrogatório após este último tiroteio, que ocorreu na boate Club Blu em Fort Myers.

Testemunhas contaram que as pessoas se dispersaram quando o ataque começou, pouco depois da meia-noite, se abaixando e correndo para trás de um edifício residencial próximo.

Segundo elas, algumas vítimas têm apenas 13 anos.

"Foi um evento para adolescentes. Havia crianças. O garoto que eu estava segurando no colo tinha 14 anos e foi baleado", contou Tatian Nouhaioi, um morador, à ABC News.

"Havia uma menina que levou um tiro e que tinha 13 anos. Uma das filhas do guarda foi baleada, então, quero dizer, havia crianças de 13, 14, 15, 16 anos", disse.

A boate Club Blu informou que o tiroteio começou quando a "Swimsuit Glow Party" estava terminando e os pais chegavam para pegar seus filhos, e acrescentou que havia segurança armada dentro e fora do local.

"Lamentamos profundamente por todos os envolvidos", disse a boate em um comunicado. "Nós tentamos dar aos adolescentes O QUE PENSÁVAMOS QUE ERA UM LUGAR SEGURO PARA ELES SE DIVERTIREM", acrescentou.

O Departamento de Polícia de Fort Myers informou que duas pessoas morreram devido aos tiros, e ao menos "14 a 16" sofreram ferimentos diversos, de leves a graves, durante o incidente, que ocorreu por volta da 00h30 local (01h30 de Brasília) no estacionamento da boate.

Uma casa e veículos próximos também foram atingidos por tiros, deixando outra pessoa ferida, disse a polícia em um comunicado.

Imagens do local do crime transmitidas pela televisão mostraram um dos feridos sendo levado a uma ambulância, enquanto a polícia realizava buscas por evidências, marcando os lugares onde as cápsulas das balas foram encontradas.

A área foi declarada segura, mas muitas ruas foram bloqueadas.

Cena do crimeA polícia informou em um comunicado que "a cena do crime ainda é muito ativa, com investigadores e equipes forenses tentando determinar o que aconteceu".

Oficiais estão "vasculhando ativamente a área buscando por outras pessoas que possam estar envolvidas neste incidente", explicou.

Um ataque contra uma boate gay em Orlando, Flórida, no dia 12 de junho deixou 49 mortos, o que foi considerado o pior tiroteio em massa da história dos Estados Unidos.

A polícia matou o atirador, Omar Mateen, um americano de origem afegã de 29 anos, após um impasse de três horas.

O grupo Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade por aquele ataque, classificando Mateen como "um dos soldados do califado".

Autoridades americanas afirmaram que ele aparentemente se radicalizou depois de assistir propagandas terroristas on-line.

bfm-jm/ec/ma

CBS CORPORATION

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos