Kremlin critica acusações de ação de hackers contra partido Democrata dos EUA

Moscou, 26 Jul 2016 (AFP) - As acusações de que a Rússia está por trás do vazamento de e-mails do Partido Democrata americano são "absurdas" e formam parte da "obsessão" com a Rússia na campanha eleitoral americana, afirmou nesta terça-feira o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

"Estamos observando tentativas obsessivas de utilizar a Rússia na campanha eleitoral dos Estados Unidos. Estas informações absurdas foram desmentidas imediatamente pela família do candidato à eleição presidencial", declarou aos jornalistas, referindo-se a Donald Trump Junior, filho do candidato republicano.

Após a publicação de cerca de 20.000 mensagens de contas de e-mails de sete autoridades do partido Democrata, Moscou foi acusado de ter orquestrado o vazamento, com a intenção de comprometer os democratas e influenciar a campanha eleitoral americana a favor de Donald Trump.

Peskov também desmentiu que Carter Page, o conselheiro de Trump, teria se reunido em Moscou com Serguei Ivanov, o chefe da administração presidencial russa.

"Infelizmente, a Rússia está sendo utilizada na campanha eleitoral. Infelizmente esta farsa continua". E "acreditamos que não é muito bom para nossas relações bilaterais", mas "entendemos que é preciso passar por esse período ruim", afirmou.

mp-tbm/kat/alc/aoc/pc/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos