Papa Francisco expressa 'dor e horror' após assassinato de padre na França

Cidade do Vaticano, 26 Jul 2016 (AFP) - O papa Francisco expressou "dor e horror" pelo "assassinato bárbaro" de um sacerdote em uma igreja da França, declarou nesta terça-feira o porta-voz do papa, Federico Lombardi, em um comunicado do Vaticano.

"Estamos particularmente abalados por esta violência horrível ocorrida em uma igreja, um lugar sagrado no qual se anuncia o amor de Deus", disse o comunicado do Vaticano.

A Santa Sé reagiu, assim, ao trágico desenlace de uma tomada de reféns ocorrida na localidade francesa de Saint-Etienne-du-Rouvray, no norte da França.

O arcebispo da cidade próxima de Rouen, Dominique Lebrun, indicou que a vítima se chamava Jacques Hamel e tinha 84 anos. Seus agressores foram abatidos pela polícia.

O Papa condena "da forma mais radical toda forma de ódio e reza pelas pessoas atingidas", disse Lombardi, referindo-se à solidariedade do Vaticano com "a Igreja na França, a Arquidiocese de Rouen, a comunidade afetada e o povo francês".

Este último ataque aumenta a tensão na França, um país abalado nos últimos 18 meses por vários atentados terroristas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos