"Não tenho nada a ver com a Rússia", diz Trump ante eleitores

Miami, 27 Jul 2016 (AFP) - O candidato republicano Donald Trump afirmou nesta quarta-feira que não tem nada a ver com a Rússia depois que os democratas acusaram Moscou de tentar ajudar o magnata a ser indicado para disputar as eleições.

"Eu não tenho nada a ver com a Rússia", afirmou aos eleitores em um comício em Miami. "Eu disse que (o presidente russo Vladimir) Putin tem qualidades de liderança melhores do que as de (presidente Barack) Obama, mas quem não sabe disso?"

O presidente Barack Obama também não descartou a possibilidade de que a Rússia esteja tentando influenciar as eleições presidenciais americanas a favor de Trump.

"Tudo é possível", disse Obama em uma entrevista à rede NBC News que será transmitida nesta quarta-feira, o maior passo já dado pelo governo dos Estados Unidos ao apontar a Rússia pelo vazamento em massa de e-mails do Comitê Nacional Democrata por parte da organização WikiLeaks.

O Kremlin, por sua vez, desmentiu qualquer ingerência na campanha eleitoral dos Estados Unidos.

"O presidente Putin disse várias vezes que a Rússia não interferiu nunca e não interferirá nos assuntos internos (de um país), sobretudo em um processo eleitoral", declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, em resposta a uma pergunta sobre as declarações do presidente americano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos