Preocupação na Alemanha por manifestação pró-Erdogan em Colônia

Berlim, 29 Jul 2016 (AFP) - Uma manifestação convocada para o próximo domingo na Alemanha por partidários de Recep Tayyip Erdogan gera preocupação devido à tensão que o autoritarismo do presidente turco provoca na comunidade turca do país.

No próximo domingo são esperados mais de 15.000 manifestantes, segundo a polícia, a partir das 10h00 (05h00 de Brasília) em Colônia (centro-oeste), onde há uma importante minoria turca ou de origem turca.

A manifestação foi organizada pela União dos Democratas Europeus-Turcos (UETD), considerada um lobby do partido no poder em Ancara, para dar apoio ao presidente islamita-conservador depois da tentativa de golpe de 15 de julho.

Paralelamente foram convocadas várias contra-manifestações, e por isso as autoridades da cidade temem distúrbios entre os partidários e os opositores de Erdogan.

Na Alemanha vive a maior comunidade turca fora do país, 3 milhões de turcos ou pessoas de origem turca. Também vivem em território alemão muitos curdos e alevitas, contrários ao regime de Erdogan.

A polícia de Colônia, acusada de negligência depois da série de agressões sexuais cometidas por migrantes na noite de Ano Novo, mobilizará 2.000 efetivos, alguns deles de origem estrangeira ou que falam turco.

Nas últimas duas semanas, a tensão tem crescido no seio desta comunidade.

A chanceler alemã, Angela Merkel, se mostrou preocupada na quinta-feira pelo impacto na diáspora dos expurgos que estão sendo realizados na Turquia e convocou Ancara a ser proporcional em sua resposta à tentativa de golpe de Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos