Submarino nuclear britânico danificado abandona Gibraltar

Gibraltar, 29 Jul 2016 (AFP) - Um submarino nuclear do Reino Unido abandonou nesta sexta-feira (29) o porto britânico de Gibraltar, território reivindicado pela Espanha, onde teve que atracar após se chocar com outra embarcação, informou o Ministério de Defesa.

O incidente ocorrido em 20 de julho gerou preocupação por suas possíveis consequências ambientais, além da queixa das autoridades espanholas em mais um choque diplomático entre Madri e Londres por este território no sul da Espanha cedido ao Reino Unido em 1713.

Uma porta-voz do Ministério de Defesa explicou que o "HMS Ambush" da Marinha Real britânica abandonou Gilbratar com a frente de sua torre de comando ainda danificada, mas estava "absolutamente seguro para sair ao mar". A porta-voz rejeitou afirmar qual era o seu destino.

O submarino realizava exercícios de treinamento quando bateu com um navio mercante próximo do Peñón e teve que ancorar neste pequeno território para ser revisado. Madri pediu "explicações urgentes" a Londres e informações sobre os danos sofridos.

A Marinha britânica tentou amenizar os temores, assegurando que a colisão não afetou o reator nuclear da embarcação.

A porta-voz ministerial assinalou também que, antes de partir, o "HMS Ambush" foi submetido a "um exigente controle de segurança e uma avaliação completa sobre sua capacidade de navegar com segurança".

O acontecido reavivou o caso de outro acidente com um submarino, em 2000, quando o "HMS Tireless" ancorou em Gibraltar durante um ano para reparar uma fissura no sistema de refrigeração próximo de seu reator nuclear.

Sua presença gerou protestos de grupos ambientalistas em Gibraltar e no sul da Espanha, causando atrito entre Madri e Londres.

Gibraltar, situado no extremo sul da península Ibérica, foi cedido pela Espanha para a Inglaterra em 1713 em virtude do Tratado de Utrecht. Mas Madri reclama que seja devolvido há décadas, fazendo com que o pequeno território seja um foco de tensão bilateral recorrente.

O governo conservador espanhol, no poder desde 2011, tem sido um firme defensor de recuperar o enclave de grande valor estratégico por estar no estreito que separa a Europa da África.

Em 2013, num momento de desavença, as autoridades espanholas chegaram a impor controles estritos nos acessos criando longas filas para cruzar a fronteira com Gibraltar.

str-mbx/dbh/mck/eg/cb/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos